O BrassUka é um grupo camerístico formado por músicos de São Paulo que procuram levar a música nessa formação para diferentes platéias de uma forma irreverente e divertida.

O BrassUka foi fundado em abril de 2011 em São Paulo por cinco músicos, amigos de longa data, que sempre tiveram vontade de mostrar a versatilidade dos seus instrumentos: os metais.

Trata-se de um quinteto de metais formado por trompa, tuba, trompetes e trombone, que buscam a qualidade musical e o impacto sonoro com muita irreverência e diversão, levando esta formação camerística para diferentes platéias.

Desde a sua formação, o BrassUka já realizou mais de 200 concertos no Brasil e na Argentina.

Muitas pessoas pensam que esta formação sonora é agressiva aos ouvidos, mas o BrassUka tem mudado isto com a qualidade e a sutileza de seus concertos.

O repertório do quinteto é bastante extenso. Contém obras que abrangem todos os períodos da música ocidental, desde musicas tradicionais de diversas culturas até compositores contemporâneos.

Um pouco da trajetória do quinteto

O BrassUka já realizou concertos em importantes lugares e eventos de São Paulo como: Sala São Paulo, Museu da Casa Brasileira, Auditório do Ibirapuera, Museu de Arte Sacra de São Paulo, Teatro Humboldt, Série Música no MASP, Abertura do Festival de Música do SESI Leopoldina, Serie “Horizontes Musicais” em unidades do CEU, Teatro Lauro Gomes, Teatro Elis Regina, SESC Betioga, Festival de Metais de Goiânia, Santander Cultural em Porto Alegre e Recife, Festival de Música de Paranapiacaba entre outros. Em Minas Gerais se apresentaram no Festival BIA "Brasil Instrumental Andradas"..

No ano de 2012, o BrassUka foi convidado a participar do Festival Isla Verde Bronces na província de Córdoba, Argentina, realizando a abertura do festival e também concertos ao lado do tenor Duilio Smiriglia e da soprano Gabriela Ceaglio, ambos músicos do Teatro Cólon de Buenos Aires. No mesmo festival o BrassUka também foi convidado a acompanhar o trombonista Jacques Mauger (França).

Em 2014 e 2015 o BrassUka também participou das edições do Festival de Trompetes Maurice André aonde teve como convidado em seu concerto o trompetista Pierre Dutot (França). Em 2016 a convite do SELO SESC com direção de Marcelo Machado participou da gravação do DVD “A Família dos Metais”. Em 2018 participou como grupo convidado do II Seminário Internacional de Performance e Perquisa em Instrumentos de Metais realizado em Goiânia.

 


Moises Américo - Trompete

Moisés Américo da Silva iniciou seus estudos musicais na Banda Lyra na cidade de Mauá. Em 2004, tornou-se bacharel em trompete pela Faculdade Mozarteum de São Paulo sendo orientado pelos professores Rodrigo Burgo e Fernando Dissenha. Foi membro da Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo entre 1997 a 2001, sob a regência da maestrina Mônica Giardini. Participou de diversos festivais com diversos trompetistas entre eles: Gilberto Siqueira (Festival de Campos do Jordão), Fernando Dissenha (Festival de Curitiba), Sérgio Cascapera (Festival de Poços de Caldas), Paul Merkello (Jaraguá do Sul). No período de 2000 a 2007 atuou como principal trompete da Banda Sinfônica de São Bernado do Campo sob a regência do maestro Valter Bruzzati e da Orquestra Municipal de Guarulhos entre 2003 a 2007 na qual foi finalista do Concurso Jovem Solista, solando a frente da mesma orquestra com a regência do maestro Emiliano Patarra.

Participou diversas vezes como musico extra na Orquestra Municipal de Santos e Banda Sinfônica de Estado de São Paulo. Como professor participou do quadro de professores do Projeto Guri nos pólos Dom Bosco, Itaquaquecetuba e Santo André. No ano de 2007, foi aceito com bolsa full na Lynn University para estudar com o aclamado trompetista Mr.Reese integrante do quinteto de metais Empire Brass. Nesse período, participou de diversos master classes com renomados trompetistas: Philip Smith (principal trompete New York Philharmonic), Michael Sachs (principal trompete Cleveland Orchestra), Judith Saxon (University North Carolina).

Em 2009 se pós graduou-se em (Performace Program Certificate) na Lynn University – Boca Raton – Fl.

Atualmente, integra a Orquestra Sinfônica de Santos e o BrassUka, onde o principal foco é trabalhar e desenvolver repertório Brasileiro para quinteto de metais.


Pedro Santos - Trompete

Pedro Santos iniciou seus estudos com o trompetista e também maestro Marco Antônio Rodrigues, na Banda Noé Azevedo em São Paulo. Em 1996 ingressou na Universidade Livre de Música.

Participou de diversos festivais, destacando os, Festival de Sopros e Percussão de Guarulhos, II Curso Técnico para Regentes e Instrumentistas de Banda, Semana dos Instrumentos de Sopro de Cubatão, I Encontro Estadual de Músicos de Bandas, Jazz Trumpet Festival e o Encontro Internacional de Trompetistas da ABT (Associação Brasileira de Trompetistas). ]

Já foi orientado pelos trompetistas Gilberto Siqueira, Sérgio Cascapera, Fernando Dissenha, Amarildo Nascimento e Luciano Melo.

Atuou como musico substituto na Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo sob regência de Mônica Giardini e como musico extra da Orquestra Sinfônica Heliópolis sob regência do maestro Roberto Tibiriçá. Atuou na Banda Sinfônica Pires, e como principal trompete na Orquestra do Theatro Lírico de Equipe de 2007 à 2010. Pedro também foi membro do Grupo Som Metal o qual teve o previlégio de tocar para o renomado grupo alemão German Brass no Festival de Inverno de Campos do Jordão. Em 2013 participou como músico convidado na orquestra do show em turnê ‘Elvis In Concert’.

Participou de diversos master classes, destacando-os com os trompetistas, Nailson Simões, Philip Smith, German Brass, Uwe Köller, London Brass, Alison Balsom, Empire Brass, Marc Reese, Gareth Small, Rex Richardson, Fernando Ciancio, Pacho Flores e Giuliano Sommerhalder.

Realizou turnê com a Orquestra e coro Aliança da Igreja Batista da Liberdade pelos Estados Unidos passando por Texas, Hawaii e Califórnia. Participou das gravações do CD “Guri Convida” pelo Projeto Guri, CD “FAMFAMABA” pelo projeto cultural de Bragança Paulista e CD “Música de todos os tempos” pela Banda Noé Azevedo. Como solista já esteve a frente da Camerata de Jundiaí e Orquestra do Theatro Lírico de Equipe.

Atualmente Pedro Santos é professor da escola EMLIBER, membro fundador do Quinteto BrassUka e membro da diretoria ABT - Associação Brasileira de Trompetistas.


Eder Tavares - Trompa

Eder Tavares, nasceu em São Paulo em 1985, começou a estudar musica aos 11 anos. No ano de 2000, ingressou na Universidade Livre de Musica de São Paulo (ULM), onde começou a estudar com Professor Mario Rocha e Nicolay Genov. Em 2004 passou a estudar na Escola Municipal de Musica de São Paulo,com o Professor Ozéas Arantes.

Eder já participou de vários Festivais de Musica, como Festival Internacional de Brasília, Festival Internacional de Musica de Santa Catarina (FEMUSC), Festival de Inverno de Tatuí, Festival das Montanhas em Poços de Caldas, entre outros. Já tocou em varias orquestras em São Paulo e no Brasil, tais como; Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, Orquestra Sinfônica de Santos, Orquestra Sinfônica Jovem Baccarelli, Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP, Orquestra de Câmara do Estado de Mato Grosso, Orquestra de Câmara de Blumenau, Banda Sinfônica de Cubatão, Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, entre outras.

Recentemente, integrou a Orquestra Sinfônica Mundial (The World Orchestra), onde realizou turnê por diversos países da Europa.

Atualmente, integra ao Musical Wicked e ao BrassUka, onde o principal foco é trabalhar e desenvolver repertorio Brasileiro para quinteto de metais.


Leandro Conte - Trombone

Bacharel em Trombone Erudito pela Faculdade Santa Marcelina, Leandro Conte estudou com o Professor Tiago Azevedo. Como trombonista, já participou dos principais grupos jovens de São Paulo, incluindo a Banda Sinfônica Jovem e a Orquestra Jovem do Estado.

Com a Orquestra Bachiana Filarmônica se apresentou por todos os principais teatros da cidade até 2010.

Participou de festivais internacionais como Campos do Jordão e Tatuí. Atualmente, atua como músico convidado em diversos projetos.

 

 

 


Marcos Gomes Tudeia - Tuba

Marcos Gomes Tudeia iniciou seus estudos na Banda Marcial do Colégio Cardeal Motta em São Paulo. Em 2003 ingressou na Escola Municipal de Música de São Paulo aonde passou a ter aulas com o professor Luiz Ricardo Serralheiro. Participou do Festival Música nas Montanhas de Poços de Caldas de 2004 a 2008 e do Festival de Inverno de Campos do Jordão em 2004, 2005, 2008 e 2009.

Marcos também atuou em importantes corpos musicais de São Paulo como Banda sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra do Instituto Baccarelli, Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos, Orquestra Filarmônica de São Bernado, Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, Orquestra Sinfônica de São Jose dos Campos.

Atualmente Marcos Gomes Tudeia atua como chefe de naipe da Orquestra do Theatro São Pedro e é integrante do BrassUka.

 

 


Músicos convidados BrassUka

Clóvis Badari
Bateria/Percussão
Jefferson Viana
Tuba
Augusto Moralez
Percussão/Teclados
   
Ricardo Miranda
Bateria/Percussão